11 de dezembro de 2019

A Matilha Cultural surgiu como um centro sem fins lucrativos que fica localizado perto da Igreja da Consolação, no centro de São Paulo. Ele apoia e prepara todo tipo de produção cultural e iniciativas socioambientais nacionais e internacionais.

No local, sempre é promovido debates e movimentos artísticos independentes. A programação é inteiramente pública e gratuita com conteúdo vanguardista e político social com palestras, oficinas, biblioteca, filmes e até feira de doação. Além de cursos livres e na maior parte gratuitos que permitem uma relação democrática e respeitosa entre o professor e os alunos.

Para garantir sua sustentabilidade financeira, a Matilha busca patrocínios institucionais e por projetos, participa de editais e loca suas instalações para eventos privados. O local conta também com um café vegetariano com produtos orgânicos e de cooperativas que depois de sua utilidade primária, são depositados no jardim como forma de adubo.

Com acesso livre à internet, a matilha abre o espaço não só para humanos, mas também para seu cachorro, gato, ou até papagaio. Já pensou assistir a um filme de produções cinematográficas independentes, peças e documentários de relevância socioambiental? As sessões são divulgadas todos os dias pelo local, que muda de tempos em tempos o que está em cartaz. Atualmente, os filmes em cartaz são “Era do Hotel Cambridge” e “FÁTIMA 79”, além de outros curtas que são exibidos em um sala que comporta 70 pessoas, com ar condicionado e sons de primeira qualidade. E vale lembrar: na faixa!

A feira de adoção, sem dúvidas é o evento mais popular da Matilha. Todo domingo na Galeria das 10h às 20h, em parceria com a ONG “Natureza em Forma”; ambos realizam-na recolhendo animais abandonados para a feira. Este evento é o único em que os bichinhos andam soltos pelo espaço para que eles mesmos se permitam escolher o próprio e futuro dono. Cerca de 500 animais já foram adotados desde sua primeira edição, em 2010. Além do acesso que os interessados terão para conhecer a personalidade do pet já de primeira, ele também terá informações de cuidados necessários e um novo pensamento para contribuir com a relação homem/animal, cada vez mais tratada de uma forma capitalista, visando cachorros e gatos como produtos e não como seres vivos necessitados de apoio e cuidado.

“O sistema de adoção em São Paulo e na maior parte do mundo é sempre sofrido para os animais e para os voluntários. Cães e gatos presos em gaiolas ficam irritados e com isso, as chances de adoção são cada vez mais baixas em relação ao número de abandono.”

Além de tudo isso, como se não bastasse mais, a casa também comporta todas as quartas-feiras uma reunião de DJ’s, músicos, produtores e beatmakers das 15h às 21h. O BeatBrasilis funciona de uma forma independente e livre, com um sistema dinâmico para os músicos e todo o público. O primeiro a chegar escolhe um dos discos na prateleira, e todos os presentes produzem deste mesmo disco escolhido, ao final do evento as produções e as ideias são finalizadas e discutidas. Você mesmo pode levar seu próprio equipamento e participar de todo esse encontro, fazendo parte de todo o processo de criação. A entrada também é gratuita.

Com muitos projetos, cursos e experiências que a Matilha Cultural oferece para a cidade de São Paulo, nada mais justo que visitar, levar os amigos e incluir-se neste sistema cultural tão bem colocado no centro de São Paulo. A Matilha fica localizada na R. Rêgo Freitas, 542 – República, São Paulo. Fique de olho sempre nas manifestações dentro do espaço pois sempre rola muita coisa boa por lá!

Para mais informações e programação completa é só visitar o site.

Por Julia Reis

Show Full Content
Previous J.K. Rowling e a magia por trás da Literatura – Final
Next Sense8 é cancelada após duas temporadas

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Diomedes A Trilogia do Acidente

26 de outubro de 2016
Close