Connect with us

Hi, what are you looking for?

Crítica

Crítica: Mogli – O Menino Lobo

Voltando a ser criança

A Disney vem investindo pesado em clássicos contos infantis transformados em Live-action. Depois do fraquíssimo e preguiçoso “Cinderella (2015)”, chegou hoje, 14 de abril, ao circuito nacional, o filme “Mogli – O Menino Lobo”, todo produzido em estúdio, com apenas um ator e um elenco estrelado de dubladores internacionais e nacionais.

A nova adaptação do livro “The Jugle Book”, do escritor inglês Rudyard Kipling, lançado em 1894, onde narra histórias vividas por Mogli, um menino indiano que foi criado por lobos, sendo o melhor amigo de uma pantera e um urso, ganhou uma nova versão nas mãos da Disney que já havia adaptado a obra para animação em 1967. Inevitavelmente, quem conhece a primeira obra vai perceber inúmeras diferenças entre elas, mas nenhuma faz o longa não ser merecedor de seu reconhecimento pelo excepcional trabalho realizado.

Advertisement. Scroll to continue reading.

A nova versão ficou mais sombria, nada musical e com pouquíssimo humor, transformações que deram ao longa uma outra roupagem para conquistar “a nova geração”. Com um grande cuidado em ser realista e natural, a direção de Jon Favreau (Homem de Ferro 1 e 2) apresenta sequências verossímeis, mesmo se tratando de um filme realizado todo em pós-produção.

Outro impecável trabalho é o CGI (Computer Graphic Imagery). O fato de ter apenas um único ator em cena, e os demais animais/personagens criados em computação gráfica, pode ter deixado os fãs apreensivos, mas superam as expectativas. Assim como a direção, o CGI tenta ser o mais natural possível e é visivelmente exposta a qualidade realizada quando você passa a perceber os pelos dos animais, as texturas da floresta e até mesmo a qualidade do 3D.

Talvez o único pecado seja o simplificado roteiro de Justin Marks. Mesmo se preocupando em ser fiel a obra literária, a série de eventos passa como se fosse apenas uma necessidade de superar obstáculos – Tenho um obstáculo, opa, passei por ele. Tem outro, opa, já foi. Além disso, há outras explicações que ficam pelo caminho e não são justificadas, talvez por não serem tão importantes quanto o desenvolvimento e amadurecimento do personagem central, mas ainda assim, consegue progredir bem.

Advertisement. Scroll to continue reading.

O colorido da animação ganhou contraste e perdeu a saturação, assim como as músicas perderam o espaço. A aguardada “Necessário, somente o necessário”, que foi regravada para o lançamento nacional por Tiago Abravanel, foi inserida em uma singular cena naturalizando a musicalidade.

Neel Sethi, que dá vida a Mogli, aparece inesperadamente interessante e natural, dadas as circunstancias no qual se realizou a produção, para uma criança. Não podemos dizer que o filme “é dele”, mas o menino nos entrega uma atuação leve e bem realizada, até mais do que o esperado. Os demais atores, elenco de peso de Hollywood e da dramaturgia brasileira, tornaram-se dubladores. Na versão nacional há altos e baixos, para nossa felicidade são mais altos que baixos, com destaque para Alinne Moraes, como a cobra Kaa, e Thiago Lacerda, como o tigre Shere Khan.

“Mogli – O Menino Lobo”, é mais um lançamento das releituras de clássicas animações prometidas pela Disney. O longa nos arrebata pela qualidade, pela sobriedade em sua execução e por nos transportar primorosamente à infância. Depois dessa boa adaptação, a expectativa para Tarzan só cresce.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Reader Rating1 Vote
10
8.1
Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Paulo Olivera é mineiro, Gypsy Lifestyle e nômade intelectual. Apaixonado pelas artes, Bombril na vida profissional e viciado em prazeres carnais e intelectuais inadequados para menores e/ou sem ensino médio completo.

3 Comments

3 Comments

  1. Pingback: Halle Baley será Ariel no Live Action "A Pequena Sereia" | Woo! Magazine

  2. Pingback: Halle Bailey será Ariel no Live Action "A Pequena Sereia" | Woo! Magazine

  3. Pingback: "Bambi" será o próximo filme a ganhar versão live-action pela Walt Disney Studios | Woo! Magazine

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Filmes

Com diversos filmes da Marvel em andamento e prestes a estrear como “Eternos” e “Spider-Man: Sem Volta Para Casa”, a Disney decidiu alterar todo...

Filmes

No mês que é comemorado o Dia das Crianças, confira produções que agrada o público de todas as idades. Filmes infantis normalmente visam o...

Filmes

Ator esteve no filme “Tempo”, de M. Night Shyamalan A continuação do live action de “O Rei Leão”, da Disney, que na verdade vai...

Filmes

Papo acontecerá dentro da 16ª Edição do Fest Aruanda do Audiovisual Brasileiro As Lives de Cinema do Projeto de Extensão Aruandando no Campus estão...

Advertisement