O ano exato é 1930. Uma cena em preto e branco nos mostra nos estúdios Warner, o seu novo departamento de animação. É quando três personagens são criados, os irmãos Warner e sua irmã Dot. Eles são os Animaniacs! Seus desenhos não tinham o menor sentido, assim, foram trancados no cofre dos estúdios para nunca serem liberados.

Os irmãos Warner eram desajustados e sem o menor controle, foram presos na torre de água para nunca serem libertados também. Isso até os anos 90… Quando os Warner fugiram!

“O nosso show vai começar, a cortina vai se abrir, então sente e relaxe para assistir os Animaniacs!”

Assim era a introdução para uma das melhores séries animadas já criada pelos estúdios Warner. Após o sucesso de Tiny Toon Adventures, a WB apostou nessa nova atração, trazendo mais um show com muito humor! Paródias, aparição de famosos (como Mel Gibson e Shirley McLaine), piadas de duplo sentido e muito nonsense, principalmente no segmento do trio principal, os irmãos Warner.

Falando em segmentos, um ponto forte do show era a grande variedade deles presente. Sendo que um ganhou um Spin-Off, “Pinky e o Cérebro”, que chegou a ser tão popular quanto a série de origem, mas infelizmente teve seu fim com um outro spin-off, “Pinky, Felícia e o Cérebro” o que foi desnecessário e muito sem graça. Mas isso é assunto para outro dia…

A série era composta por vários segmentos, aqui estão alguns deles:

Irmãos Warner: Os protagonistas da série. As aventuras dos irmãos Warner (e a irmã Dot, claro!) depois de fugir da torre de água, tendo que lidar com o presidente da empresa Thaddeus Plotz que quer dar um jeito neles, colocando-os de volta na torre ou resolvendo seus desajustes com a ajuda do psiquiatra Dr. Scratchinsniff. Também merecem menção o guarda Ralph, encarregado de prender os pestinhas novamente e a Enfermeira (Olá, enfermeira!) por quem os irmãos são apaixonados.

Penas Boas: Uma paródia de “O Poderoso Chefão”, protagonizada por pombos (No original, o título faz mais sentido para a paródia: Goodfeathers).

Botões e Mindy: A garotinha que sempre dá um jeito de fugir de casa e seu cachorro Botões, que apesar de sempre salvar a vida de sua pequena dona em suas aventuras no mundo lá fora, acaba levando bronca dos pais dela, que nunca percebem o que aconteceu.

Rita e Runt: Uma gata e um cachorro que, sem um lar, se conhecem na rua e começam uma inesperada amizade. Curiosidade: Esse segmento sempre tinha números musicais, o que foi um dos motivos de não ter permanecido após a primeira temporada, já que se tornou difícil criar novas canções para cada episódio da dupla.

Cocoribó: Um galo gigante que quer ser humano. Detalhes mínimos como um bigode ou um chapéu fazia com que todas as pessoas acreditassem que ele era um humano. Só percebiam após Cocoricó perder o “disfarce” por algum motivo. (Ok, os criadores do show não tinham MESMO limite para o nonsense).

Boa Ideia / Má Ideia: Pequenos esquetes mostrando modos certos e errados de se agir em diversas situações.

Pinky e o Cérebro: Dois ratos de laboratório que pretendem dominar o mundo. Eles são Cérebro, o pequeno gênio do mal e seu fiel, porém tapado, ajudante Pinky.

Muitos outros personagens não citados faziam parte de Animaniacs, que pode ser considerado um pequeno show de variedades. A série foi indicada para vários prêmios, ganhando muitos deles durante o tempo em que ficou no ar, sendo um dos mais importantes o Prêmio Peabody, obtido em sua temporada de estreia. Foi extremamente bem recebido pelo público e junto com “Tiny Toon Adventures” em 1993, chegou a ter quase o dobro de audiência das séries rivais “Darkwing Duck” e “Turma do Pateta”, o que foi incrível, considerando a popularidade dessas maravilhosas séries Disney.


Com tanta popularidade, não é de se admirar que “Animaniacs” tenha virado jogos, brinquedos, CD’s de trilha sonora, DVD’s e uma infinidade de produtos para a alegria dos fãs. Talvez por isso eles infelizmente não tenham durado tanto, já que no tema de abertura original, eles dizem que ou são pagos ou cumprirão os contratos! (“We have pay or play contracts”). Devem ter sido muito bem pagos com tudo isso! Brincadeiras à parte, aí está um show que deixou saudades. E já que começamos com a introdução da música, vamos terminar com seu encerramento:

“Seus amigos, seus atores, seus bichinhos, os Animaniacs! Somos demais!”


Apoia-se

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Tom Dutra

Tom Dutra é ator e formado em Artes Visuais. Além disso, faz desenhos e tem dificuldades em dizer se é cartunista, quadrinista, desenhista ou ilustrador! É apaixonado por animações e quadrinhos. Coleciona trilhas sonoras de desenhos animados e é comum encontrá-lo na rua cantando essas músicas.

Previous Já viu um Gato sendo entrevistado?!
Next Os heróis do conservadorismo

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close