Connect with us

Hi, what are you looking for?

Literatura

Os sons do silêncio

Já ficou acordado durante toda a noite?

Madrugada adentro olhando pela janela?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Então já viu seu bairro adormecer,

E os sons começarem a desaparecer.

Mas não completamente.

Advertisement. Scroll to continue reading.

 

Os sons do silêncio são aqueles sons

Que nem percebemos que estão lá

Advertisement. Scroll to continue reading.

Porque a cidade quando está desperta

Faz barulho demais.

 

Advertisement. Scroll to continue reading.

Quando a última casa apaga suas luzes,

A última voz se cala e seus olhos se fecham,

Quando o último carro já passou

Advertisement. Scroll to continue reading.

E os últimos passos já cessaram,

A cidade adormeceu.

Mas não completamente.

Advertisement. Scroll to continue reading.

 

Você percebe então

Que sua geladeira faz barulho,

Advertisement. Scroll to continue reading.

Seres pequenos e quase invisíveis

Também se fazem notar com seus sons

E até o ar parece fazer barulho,

Advertisement. Scroll to continue reading.

Mesmo sem vento.

 

Você faz barulho.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Seu respirar fica mais alto

Mesmo sem estar ofegante.

Seus passos em direção à cozinha

Advertisement. Scroll to continue reading.

Ou seus dedos entre os cabelos.

 

E você vai percebendo novos sons,

Advertisement. Scroll to continue reading.

Até a madrugada avançar

E o lento despertar da cidade

Começar a abafar os sons do silêncio.

Advertisement. Scroll to continue reading.

 

O som do primeiro carro

Pode ser ouvido lá longe

Advertisement. Scroll to continue reading.

E torna-se cada vez mais audível

Até chegar pertinho da sua janela.

 

Advertisement. Scroll to continue reading.

E mais carros começam a avançar lentamente,

E algumas luzes se acendem,

Quase  pode se ouvir o click do interruptor

Advertisement. Scroll to continue reading.

E o bater das xícaras de café

Isso antes de o Sol nascer.

 

Advertisement. Scroll to continue reading.

Então a cidade desperta

E todos aqueles sons

Agora estão abafados

Advertisement. Scroll to continue reading.

E começam a ser esquecidos.

Mas não completamente.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Gleicy Favacho é uma maquiadora com alma de artista. Quando pequena sonhava em descobrir um mundo fantástico através do armário muito antes de se ouvir falar em Nárnia. Essa imaginação a levou a seguir uma profissão onde ela pudesse participar da construção de vários mundos e histórias diferentes, sendo apaixonada por cinema, teatro e outras artes. Claro que, sendo adulta, já mantém um pouco mais os pés no chão, mas sempre olha dentro de um armário ou outro, afinal, vai que… né?

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Espetáculos

A partir de 3 de maio, a Cia Estúdio Lusco-Fusco, de São Paulo, vai apresentar seu aclamado espetáculo ‘Ilhada em mim – Sylvia Plath’,...

News

Emma Gonzalez, a jovem que se tornou a voz e o rosto do movimento March For Our Lives, que luta contra a venda indiscriminada...

Entrevistas

Nascida e criada no Rio de Janeiro, a artista começou bem cedo na dança e não parou mais. Formada em Comunicação Social na UFRJ,...

Crítica

Antes gênero de pouco prestígio no cinema brasileiro, o documentário encontrou no último século seu nicho. As cinebiografias, como “Vinicius” (2005) e “Chico: Artista...

Advertisement

Ao continuar navegando, declaro que estou ciente e concordo com a Política de Privacidade bem como manifesto o consentimento quanto ao fornecimento e tratamento dos dados para as finalidades ali constantes.