Quem acompanha a cena metal brasileira sabe que festivais como o Hell in Rio tornam-se fundamentais para divulgar o trabalho de novas bandas. Pela ousadia de trazer um festival deste porte ao Rio de Janeiro – cidade que não conta com tanta divulgação do metal underground como São Paulo, por exemplo – a produção liderada por Eduardo Chamarelli foi muito elogiada nas redes sociais e o público provou que interesse pelo estilo é o que não falta.

Tendo integrado o lineup do Hell in Rio, a banda de power metal progressivo Perc3ption chamou atenção pelo show que, mesmo sem trégua da chuva, revelou o vocal de qualidade acima da média e som veloz e harmônico, características que também descrevem o terceiro trabalho da banda, Once and For All.

once-and-for-all_cover-1024x1024

Sonoridade e influências

Formada atualmente por Rick Leite e Glauco Barros nas guitarras, Peferson Mendes na bateria, Wellington Consoli no baixo e Dan Figueiredo no vocal, a banda de São Paulo ressalta a maturidade sonora após 9 anos de estrada. “Acredito que o que diferencia o Once And For All de seus antecessores – Reason and Faith (2013) e (o EP) Insights (2009) – são as guitarras mais pesadas, (já que) todas as músicas foram gravadas com guitarras de sete cordas, o que trouxe certa agressividade e sonoridade que já buscávamos”, explica Wellington.

Além do peso e virtuosismo, a carga emocional, evidente tanto na musicalidade quanto nas letras, é outra particularidade do novo álbum. Faixas como Oblivion’s Gate, lançada como single, e Rise mostram ao mesmo tempo intensidade e equilíbrio, lembrando facilmente características diversas que vão de Iron Maiden a Circus Maximus.

Esta sonoridade variada é resultado de gostos musicais distintos dos integrantes do Perc3ption, que contou com ninguém menos que o ex-vocalista do Angra e atual frontman do Almah, Edu Falaschi, como produtor nos dois álbuns. “Edu foi um grande responsável por nossa evolução como banda e como músicos. Ele conseguiu extrair o nosso melhor no primeiro álbum, ficamos muito felizes com o resultado e decidimos contar com ele novamente no segundo, porém dessa vez apenas na fase de pré-produção”, explicou Rick Leite.

Perspectivas da banda

O Perc3ption nos informou em primeira mão que há planos para um futuro próximo: o clipe de Rise será lançado ainda este ano e já adiantaram que planejam voltar ao estúdio para o terceiro álbum em meados de 2017.

Mesmo com a dificuldade em fazer metal no Brasil, a banda se mostra otimista em relação ao cenário atual do estilo. “Sentimos que o Brasil está vivendo um momento maravilhoso para o metal nacional. Além do Hell in Rio, presenciamos a volta do Brasil Metal Union, [festival] com 10 horas de metal brasuca. É hora de arregaçar as mangas e mostrar pro mundo que temos música boa sim”, declara o guitarrista Rick Leite.

Não deixe de prestigiar as bandas novas e acompanhe as redes sociais do Perc3ption para ficar por dentro dos lançamentos e agendas de shows!


Por Thais Isel