Já pensou em viajar pelo Brasil sem pagar nada? E poder entrar em eventos culturais como teatro, dança, shows e esportivos?! Com o novo aplicativo “ID Jovem”, lançado pelo Governo Federal em parceria com a Caixa Econômica, isso será possível e mais fácil. Mas, como é governamental, já sabemos que existem alguns poréns a começar pela idade.

A Identidade Jovem, ou simplesmente ID Jovem, é um documento digital que possibilita acesso aos benefícios de meia-entrada em eventos e também a vagas gratuitas ou com desconto no sistema de transporte coletivo interestadual, conforme disposto no Decreto 8.537/2015. Assim, se você se enquadra na idade, de 15 a 29 anos, um passo a frente, afinal vocês terão maior acesso aos direitos garantidos pelo Estatuto da Juventude – Lei nº 12.852/2013.

Para entenderem melhor a questão do transporte, em todas as viagens são reservadas duas vagas gratuitas em cada veículo, comboio ferroviário ou embarcação do serviço convencional de transporte interestadual de passageiros​​. Se as vagas gratuitas esgotaram, são reservadas mais duas vagas com desconto de 50% (cinquenta por cento), no mínimo, no valor das passagens. Direito regulamentado pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres). Mas o transporte tem que ser interestadual, ou seja, entre estados diferentes. Não vale para deslocamentos entre municípios ou dentro do município e a reserva de assentos para os jovens podem ser feitas até 3 horas antes da partida do transporte.

Como você pode garantir a sua ID Jovem?

Além de ter entre 15 a 29 anos, independente de ser ou não estudante, você precisa estar inscrito no Cadastro Único do Governo Federal. Para se inscrever e/ou atualizar suas informações no cadastro, basta procurar o Centro de Referência de Assistência Social – CRAS ou o setor responsável pelo Cadastro Único da sua cidade.

Destinado a pessoas de renda de até dois salários mínimos, você também precisa comprovar a renda mensal de sua família. E repetindo: Ela tem que ser até dois salários mínimos! Em torno de até 1,8 mil reais.

E por fim, mas não menos importante, você precisa ter o NIS (Número de Identificação Social), um número de 11 dígitos que consta nos cartões de benefícios sociais para o responsável familiar. Ele pode ser encontrado no Cartão Cidadão, no extrato do FGTS, na sua Carteira de Trabalho, no aplicativo da ID Jovem ou clicando aqui. Caso ainda não possua o NIS, mas se enquadre nas regras para inscrição no Cadastro Único, será necessário comparecer à Prefeitura ou ao CRAS (Centro de Referência de Assistência Social) da sua cidade para realizar o cadastro, acompanhado do responsável pela unidade familiar.

Emitir a ID Jovem é  fácil, rápido e seguro. O cartão é virtual e deve ser apresentado nos estabelecimentos na tela do seu Smartphone ou impresso pela página da internet. Mas atenção: Ela tem validade de 30 dias e após esse período é necessário revalidar o documento em nova consulta no App ou no site. Agora, se você utiliza a ID Jovem impressa, lembre-se de imprimir o documento gerado quando necessário.

No dia 06 de dezembro de 2016, a Caixa Econômica Federal lançou em seu canal no YouTube um vídeo falando rapidamente sobre a ID Jovem que você confere abaixo.


Apoia-se

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Paulo Olivera

Paulo Olivera é mineiro, Gypsy Lifestyle e nômade intelectual. Apaixonado pelas artes, Bombril na vida profissional e viciado em prazeres carnais e intelectuais inadequados para menores e/ou sem ensino médio completo.

Previous Viva a idade que tem
Next Jayme Monjardim dará workshop em Maio

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close