O filme Fallen, lançado no dia 8 de Dezembro em todos os cinemas do Brasil e dirigido pro Scott Hicks, é uma adaptação cinematográfica da saga de livros escrito por Lauren Kate. O elenco é composto pelos seguintes atores e personagens: Addison Timlin (Lucinda Price), Jeremy Irvine (Daniel Grigori), Harrison Gilbertson (Cameron Biel), Lorla Kirke (Penn), Joely Richardson (Ms Sophia), Daisy Head (Arriane Alter) e outros.

Fallen conta a história de uma adolescente acusada de assassinato que, por esse motivo, é encaminhada para uma escola especializada em cuidar de adolescentes problemáticos, com diversos casos psiquiátricos, e com muitas regras a serem cumpridas. Corriqueiramente, a adolescente sofre com determinadas lembranças de outras vidas, além de visões e/ou presságios conturbados.

A forma como os jovens expõem os seus sentimentos e as suas dificuldades, está definida nas relações dos personagens. Ou seja, está definida no momento que eles vivem o lado oculto e misterioso desta fase, com seus conflitos e incertezas explícitos nas cenas.

A personagem Penn conta para a amiga, Lucinda Price, sobre a falta dos seus pais, dando a entender uma relação de abandono, demonstrando sensibilidade e uma profunda tristeza. As duas criaram uma irmandade, onde projetaram todo o seu afeto.

Ela também cultiva um sentimento de paixão sem ter a oportunidade de viver, fica dentro do Universo da adolescente encantada pelo rapaz e sofre mais uma perda. O filme é bastante simbólico, vai nos dizendo a cada momento, através do ocultimo, as sensações de cada personagem e definindo o campo emotivo.

Quando existe este abandono, sentimos a necessidade de criarmos novos laços, pode ser através do casamento, ambiente de trabalho, algum lugar aonde nos acolhem, o importante é preencher a falta. As personagens do filme tem a aparência sombria e sofrem pelo vazio que sentem.

Por fim, Penn demonstra uma estrutura psicológica firme e equilibrada, dentro do contexto de quem sofreu uma rejeição. Outros casos, poderia se revoltar e ter interesse por atividades que a levassem a vícios e perturbação mental. Tem bastante sensibilidade, demonstra caráter e força de vontade. Conseguiu estabelecer vínculos importantes, algo que não aprendeu com os pais, e firmeza ao falar.

Por Marina Andrade

Show Full Content
Previous Caixa Cultural do Rio de Janeiro exibe Fotografias de Alair Gomes
Next Só falta alguém para investir no meu trabalho!

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close