Já estamos contando os minutos para a Game XP 2019. E ontem (24) a Woo! Magazine esteve no Loading Day, uma noite exclusiva para convidados por todo o game park. Vale lembrar que, neste ano, o evento terá uma área quase 60% maior em relação ao ano anterior e com opções para toda a família, com diversas atrações.

Uma das grandes novidades desta edição é o “Palco Gênesis“, onde grandes artistas irão se apresentar para o público presente diariamente entre 17h e 21h. No line-up estão Anavitória, IZA, Mano Brown, entre outros. A estrutura já está devidamente pronta (e incrível, aliás) e até pudemos ouvir alguns músicos passando o som!

Para quem gosta de adrenalina, a montanha-russa, o cabhum e as tirolesas espalhadas pelo parque são a melhor opção. O ideal é chegar cedo, afinal, provavelmente serão as mais procuradas do público. Já o “DinoMundi Experience” oferecerá uma experiência em realidade virtual e 4D, com um passeio pelo mundo jurássico e em um parque de dinossauros. Cheiros, sons e texturas farão parte desta experiência fantástica. Talvez seja uma das melhores atrações, sobretudo para as crianças.

Aos que curtem mais tranquilidade, o escorrega próximo à entrada e os bons e velhos videogames são uma excelente pedida. Quem curte PES, irá aprovar ao máximo!

Os pequenos também terão espaço. A estrutura de arvorismo no começo da Game XP é superinteressante, principalmente pelo fato de se ter instrutores para guiá-los no trajeto.

No caminho certo

A Game XP 2019 é a realização mor de tudo o que já se foi feito desde 2017 até agora. Não só pela quantidade de atrações, mas na qualidade. O brilho nos olhos de quem passava por cada estande era visível.

Quanto à alimentação, apesar de boas opções, os preços poderiam melhorar um pouco. Mas, caso estejam dispostos a experimentar o que o evento tem para oferecer, há desde junk food à uma variedade imensa de sabores de Cup Noodles, o queridinho macarrão instantâneo de copo, com valores bem razoáveis. Vale a experiência.

A roda-gigante agradou, porém com ressalvas. A maioria do público afirmou que gostaria de poder dar uma ou duas voltas completas na atração sem que ela parasse, o que não acontece, talvez pelo tempo. Fica a dica para a organização de, quem sabe, criar um sistema de senhas, semelhante ao do Rock in Rio.

No geral, não há o que discutir. A estrutura é de primeira. Tudo para o público curtir da melhor forma possível. E, cá pra nós? Vocês não vão querer perder, não é mesmo?