Você já parou para pensar o quanto a alimentação influencia na sua saúde e na sua vida de forma geral? Já pensou em como a quantidade e o tipo de alimento que você consome pode ter fim terapêutico? Em “Food Choices” (Escolhas Alimentares) – disponível na Netflix – é possível encontrar uma perspectiva diferente de como nos alimentamos.

“O maior obstáculo para a descoberta não é a ignorância, é a ilusão do conhecimento”. (Daniel J. Boorstin)

É com esses dizeres que o documentário “Food Choices” começa, fazendo com que desde o início nos perguntemos o quanto  realmente sabemos sobre alimentação. Escrito e dirigido por Michal Siewierski, um cineasta bastante conhecido nos EUA, trazendo uma perspectiva diferente sobre o assunto.

Michal passou por diferentes cidades dos EUA entrevistando especialistas no assunto. O seu principal objetivo era ter informações de pessoas gabaritadas para falar sobre a questão alimentar dos norte-americanos.

O mais interessante é que no documentário é feito a relação da nossa alimentação de ontem e de hoje, comparando a época em que não tínhamos acesso a carne, pois quem tinha possibilidade a esse tipo de alimento antigamente eram os ricos. Porém, tudo mudou não só por causa da indústria alimentícia – que hoje, praticamente, nos impõe o que comer – como também porque nós enriquecemos.

“A melhor dieta é aquela que você não sabe o que está fazendo.” (Brian Wansink)

Os especialistas entrevistados alegam que nunca houve deficiência de proteínas, como descrito na literatura mundial. Além disso, a proteína foi descoberta apenas em 1839, fazendo com que esses eles aleguem que não necessitamos de tanta proteína assim. Na verdade, eles dizem que o consumo de proteínas só nos trouxe problemas.

Durante todo o filme é dito que é possível viver com uma alimentação a base de plantas. E mais, segundo esses especialistas, quanto mais proteínas ingerimos ao longo de nossas vidas maior o risco de ter câncer.

O documentário sempre faz a relação de como as pessoas viviam antes da indústria alimentícia tomar conta do mundo com os dias de hoje. Deixando claro que há muita coisa errada na forma de nos alimentar. Por isso, é muito importante pensar na importância de uma boa alimentação. A obra também nos fala sobre a questão das dietas low carb – de baixa caloria – no qual muitas pessoas estão aderindo e seguindo dietas que não são recomendadas por especialistas. Causando assim um grande perigo para a saúde.

Além disso, também aborda que os seres humanos são os únicos a ingerir leite depois de adultos e isso faz com que ocorra o consumo de hormônios maduros. E esse é mais uma dentre muitas questões que documentário questiona, pois está relacionado diretamente com a quantidade de cálcio ingerido, que em excesso aumenta o risco de câncer de próstata, por exemplo.

Mas por que as informações não são de fácil acesso? Por que se alimentar de forma errada? Isso porque a indústria alimentícia não quer perder espaço no mercado, principalmente, quando falamos de fast-foods que não investem em comida saudável. E Nem pensam em investir.

Porém, há pessoas que querem consumir alimentos mais saudáveis, e se há pessoas é possível – como forma de negócio – investir nesse tipo de comida. Dessa maneira, há um mercado sustentável, mas não é aquilo que a indústria deseja.

É possível perceber que “Food Choices” é um filme com o objetivo de esclarecer sobre os mitos da nutrição vegetariana, sem nenhum tipo de julgamento. A função é informar, apresentando fatos e depoimentos de pessoas como Joe Cross, Dr. John McDougall, Dr. Pam Popper, Dr. Ichael Greger, Dr. T Colin Campbell, Dr Toni Bark, entre outros especialistas. Trazendo à tona uma verdade que há muito tempo é escondida em função dos negócios.

Para quem deseja saber mais sobre alimentação saudável há diferentes documentários sobre o assunto, entre os melhores e que já falamos por aqui é o “Food matters”  que mostra a importância da alimentação saudável e balanceada.