Em primeiro lugar, um aviso: esta lista com 10 álbuns de rock incríveis que completam 30 primaveras reflete a opinião pessoal e afetiva da colunista que vos escreve. Ou seja, não é um ranking dos melhores do ano, nem crítica elaborada. É apenas uma lista com discos lançados em 1990 que marcaram a infância da menina que descobriu seu estilo musical favorito. Então, aumenta que é rock’n’roll!

Alice In Chains – “Facelift”

Lançado em agosto de 1990, “Facelift” é o álbum de estreia da banda Alice In Chains. O disco é um dos mais importantes da estética grunge, um movimento que na época ousou tratar de temas sombrios como depressão, vícios, suicídio. Além disso, o single “Man In the Box” tem um dos riffs mais poderosos do rock.

Extreme – “Pornograffitti”

Este álbum entra na lista por trazer o maior hit da banda de hard rock/metal Extreme. O curioso é que justamente a linda canção acústica “More Than Words” se tornou o principal single de um álbum pesado. Contudo, o disco é muito mais que isso, e vale conferir também as ótimas “Decadence Dance” e “Get The Funk Out”.

Engenheiros do Hawaii – “O Papa é Pop”

O Papa é Pop
Imagem: Divulgação/BMG/RCA Records

Único disco brasileiro da lista. O quarto álbum de estúdio da banda marca um período em que a banda experimentou uma sonoridade mais pop. Mas isso não atrapalhou em nada o sucesso do lançamento. Pelo contrário, o disco trouxe grandes músicas da banda como “O Papa é Pop”, “Era um Garoto Que, Como Eu, Amava os Beatles e os Rolling Stones” e “Pra Ser Sincero”.

INXS – “X”

Este não é considerado o melhor álbum da banda, mas ainda assim trouxe coisas lindas como “Suicide Blonde”, “Disappear”, “Bitter Tears” e a belíssima “By My Side”, muito tocada nas rádios do Brasil. Além disso, foi na turnê desse disco que a banda fez um grande show no Rock in Rio II em 1991.

Midnight Oil – “Blue Sky Mining”

Banda Midnight Oil
Imagem: Divulgação/Midnight Oil

Este disco tinha a difícil missão de repetir o sucesso de seu antecessor, o incrível “Diesel and Dust”. Embora não tenha alcançado o êxito comercial do anterior, conseguiu o reconhecimento da crítica. A sonoridade é um pouco mais pop, porém, o ativismo ecológico das letras se mantém como essência da banda.

Pantera – “Cowboys From Hell”

Quinto álbum de estúdio do Pantera, é um divisor de águas na história da banda. Neste disco eles deixam de lado as origens no glam para se aproximarem mais do trash metal. A faixa-titulo do album é caótica e incrível. Além dela temos o clássico absoluto da banda em “Cemetery Gates” com uma intro incrível e Phil Anselmo em grande forma.

Scorpions – “Crazy World”

Um belo disco. As faixas “Send Me an Angel” e “Crazy World” dão o tom de uma fase mais pesada do grupo. Contudo, a balada “Wind of Change” que encerra o disco talvez seja a música mais famosa do grupo. Além da bela interpretação de Klaus Meine, a canção reflete o sentimento de esperança diante da reunificação da Alemanha.

Traveling Wilburys – “Traveling Wilburys Vol. 3”

George Harrison, Bob Dylan, Roy Orbison, Jeff Lynne e Tom Petty. Tudo isso é o supergrupo The Travelling Wilburys. Este álbum é uma homenagem à Orbison, que infelizmente faleceu pouco após o lançamento do primeiro disco. Em tom de despedida, o grupo traz novamente excelentes canções como “She’s My Baby”, “Inside Out” e “7 Deadly Sins”.

Sonic Youth – “Goo”

Sonic Youth "Goo"
Imagem: Divulgação/Geffen Records

A banda Sonic Youth conseguiu a proeza de chegar ao mainstream com seu som alternativo e experimental. Cada disco um conceito. É considerado um dos melhores da nova fase do quarteto, com elementos pop adicionados de forma bem sutil. Da angustiada “Dirty Boots”, passando pela emotiva “Tunic” e o empoderamento feminino de “Kool Thing”, temos uma experiência completa. E por fim, tem uma das capas mais icônicas dos anos 1990.

Mother Love Bone – “Apple”

Mother Love Bone "Apple"
Imagem: Divulgação/Stardog/Mercury Records

Único disco de estúdio da banda, entrou na lista por ter sido o catalisador do movimento grunge de Seattle. A banda era promissora, porém, com a morte por overdose do vocalista Andrew Wood, decidiram encerrar as atividades. No entanto, os ex-integrantes Jeff Ament e Stone Gossard se reuniram novamente para formar a Pearl Jam, banda querida e na ativa até hoje. Além disso, Ament e Gossard uniram-se ao novo colega Mike McCready, Chris Cornell e Matt Cameron para formar uma banda tributo a Andy, a Temple of the Dog, que lançou um disco autointitulado em 1991, hoje um clássico.

Com esses 10 álbuns de rock incríveis, dá pra sentir que o ano de 1990 foi um capítulo interessante na história do rock. E vocês, curtiram? Deixem comentários!


Apoia-se

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Amanda Moura

Bibliotecária, doutoranda em História das Ciências, e das Técnicas e Epistemologia. Apaixonada por cinema, séries e cultura em geral. Sem Os Goonies talvez não estivesse por aqui.

Previous Morre Tio Wilson, baterista da banda Lagum
Next “Os Sete de Chicago”: Netflix libera o trailer

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close
Close