Connect with us

Hi, what are you looking for?

Crítica

Crítica: Chorar de Rir

Mais para Chorar que para rir

Existe uma esquete no programa “Uma Família da Pesada” em que um personagem diz para outro que irá fazê-lo passar pela “mais humilhante situação que um ser humano possa imaginar”, fazer cena a cena de um remake de “O Mentiroso”. Com isso em mente, não é preciso ser muito criativo para imaginar toda narrativa (e a qualidade da mesma) de um filme que pode ser descrito como “O mentiroso estrelado por Leandro Hassum”.

Nilo Perequê (Leandro Hassum) é o maior comediante do Brasil, estrela do programa Chorar de rir. Após ouvir em uma premiação que comédia era palhaçada, o humorista decide mudar seu gênero de seu trabalho, indo para o drama e produzindo um clássico do teatro: “Hamlet”.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Leandro Hassum conquistou o público nos últimos anos, seja por seus programas de Tv ou a série de filmes “Até que a Sorte nos separe”. Porém, é de se notar que ele tem andando bem em uma zona de conforto no que diz respeito as seus papéis – já que todos  dependem das mesma muletas de atuação (overacting, mudanças repentinas de voz, e uma fisicalidade debochada). E aqui tudo é ainda mais extrapolado, apesar de um tom um pouco mais sóbrio de início, o roteiro não demora para cair nas mais baratas obviedades que o cinema nacional tem apresentado nos últimos anos.  

E isso é realmente uma pena, há diversos elementos para um bom filme espelhados durante 104 minutos de projeção, todos os trechos que tentam mostrar os bastidores de arte e dos artistas é bem interessante, possui um humor mais ácido e uma metalinguagem que funciona muito bem (Hassum falando que os comediantes gordinhos perdem a graça quando emagrecem, por exemplo) – fora o que as participações especiais soam quase orgânicas (há uma em especial que envolve pessoas presas em um personagem que é uma ótima piscada para o expectador). Pena que tudo isso dá lugar ao humor pastelão fruto de um dispositivo de trama sobrenatural que parece ter saído direto de um especial da “Turma do Didi”.

A direção de arte por outro lado, apesar de óbvia, consegue transmitir bem a necessidade de seus ambientes, além de refletir bem o universo de seus personagens com signos de associação direta – vide o pôster de Buster Keaton no quarto do protagonista Nilo, ou o estado do apartamento de seu par romântico, que traduz bem para o visual seu estado de incerteza que permeia boa parte do filme.

Aliada a direção de arte está a montagem, que é ágil e isso dá ao filme um certo tempo ritmo e o deixa mais pratico, mantendo apenas o necessário para que a trama ande sem empecilhos (como na visto logo na primeira cena com uso de uma montagem paralela para mostrar como é a rotina do personagem de Hassum, e sua relação com os que o cercam). Esses, que aliás, variam entre “operantes” e “fazendo mais do mesmo”.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Algo que fica bem evidente com a escalação de Caito Manner, que só repete todos os bordões e trejeitos do seu personagem “Choque de Cultura”.se por um lado isso é engraçado, por outro acaba atrapalhando a própria narrativa, já que isso acaba desviando a atenção do espectador.  

Mesmo com uma direção de arte empenhada, a natureza derivativa dos personagens e da trama trazem um dos filmes mais óbvios e monótono desse semestre.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Fotos e Vídeo: Divulgação/Warner Bros. Pictures

Reader Rating0 Votes
0
3
Advertisement. Scroll to continue reading.

Cinéfilo assíduo desde que se conhece por gente,e um amante da nona arte. É da linha de David Lynch que acredita no potencial onírico das artes.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Espetáculos

Todas as quintas do mês de junho esse trio estará em cartaz com “Gengibre”, um stand up comedy que promete arrancar boas gargalhadas do...

Séries/TV

Danielle Winits, Jojo Maronttinni, Pepita e Mumuzinho são alguns dos convidados especiais de “A Sogra Que Te Pariu” Não será apenas a Dona Isadir (Rodrigo...

Séries/TV

Ontem, dia 22, a Netflix Brasil divulgou um Teaser Trailer para a primeira sitcom brasileira de sua plataforma. Estrelada pelo humorista Rodrigo Sant’Anna, ‘A...

Filmes

Um dos queridinhos de Hollywood, Channing Tatum está pronto pra sequência de um dos seus maiores sucessos. Channing Tatum não tem muito do que...

Advertisement