Connect with us

Hi, what are you looking for?

Crítica

Crítica: O Pai da Rita

O Pai da Rita
Imagem: Divulga/Globo Filmes

O cinema nacional tem um papel fundamental diante de tantos problemas sociais que um país como o Brasil apresenta. Assim, através do audiovisual são apresentadas as mazelas que afligem toda sociedade periférica, mas para além disso também são destacadas as representações culturais de um país vasto e diverso. E não é necessário um drama para isso ou um filme cult mirabolante. O conflito também está na comédia e nas relações simples. Dessa forma, “O Pai de Rita” surge como um filme despretensioso que diverte com a vida cotidiana e todas suas estórias.

O Pai da Rita
Imagem: Divulga/Globo Filmes

O enredo traz dois amigos da velha guarda da Vai Vai, Roque e Pudim. Sambistas que vivem uma vida boêmia. O conflito entre os dois amigos começa quando um amor do passado, jamais esquecido, coloca em seus caminhos Rita, uma jovem que pode ser filha de qualquer um dos dois.

O roteiro despretensioso, usa como plano de fundo o subúrbio de São Paulo e os variados povos que ali residem. Assim, temos os negro com o quilombo em destaque e a escola de samba, o nordestino, os imigrantes, todos junto em convívio e alta ajuda. Nesse ponto se destacam a forma de apresentar a comunidade com suas relações que dariam vários estudos antropológicos de suas formas de ser, do pertencimento e sentimento de unidade diante de tantas diferenças em um só local.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Fica claro algumas nuances de como essas relações, inclusive as conflituosas se revelam. Um ponto especifico está no conflito de gerações. Outro ponto no respeito a sabedoria dos mais velhos.

O Pai da Rita
Imagem: Divulga/O2 Filmes

Talvez o maior pecado da obra esteja em não ser tão profunda quanto poderia. Não aprofunda nas problemáticas que apresenta de forma mais emblemática. Além o filme peca ao ditar um ritmo inconstante.

Por fim, o grande elenco é o ponto alto do filme. Os nomes negros renomados na tv e cinema nacional, Aílton Grança, Wilson Rabelo, Léa Garcia e Elisa Lucinda carregam a história da melhor maneira possível além dos atores da nova geração, destacando-se a que da nome ao filme como Rita, Jessica Barbosa. Assim, “O Pai de Rita” mesmo com imperfeições, retrata bem o que se propôs a mostrar.

Advertisement. Scroll to continue reading.
O Pai da Rita
Crítica: O Pai da Rita
Sinopse
Roque e Pudim, compositores da velha guarda da Vai-Vai, partilham um pequeno apartamento, décadas de amizade, o amor por sua escola de samba e uma dúvida sobre o que aconteceu com a passista Rita, paixão de ambos. No entanto, o surgimento de Ritinha, filha da grande paixão perdida, ameaça desmoronar a amizade deles.
Prós
Elenco
Representatividade
Contras
Ritmo
Aprofundamento
3
Nota
Written By

Cursando Produção Cultural atualmente, sempre foi apaixonado por cinema e decidiu que de alguma forma trabalharia com isso. Tendo como inspiração Steven Spielberg e suas histórias que marcaram gerações, escreve, assiste, lê e aprende, para um dia produzir coisas tão grandes e que inspirem pessoas como um dia ele o inspirou.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Filmes

Oitavo filme de Julia Rezende (“Depois a Louca sou Eu” e “Ponte Aérea”), “A Porta ao Lado”, ganhou teaser e cartaz oficiais. Produzido por...

Filmes

Longa de Gustavo Rosa de Moura ainda tem no elenco grandes nomes como Karine Teles, Mariana Lima, Du Moscovis e Jessica Ellen. Estreia 21 de julho nos...

Filmes

De 11 a 18 de maio o Cinesesc recebe a 10ª edição da Mostra Tiradentes | SP. Dentre os destaques, serão exibidos os filmes premiados...

Filmes

O serviço de streaming revela as primeiras imagens de séries e filmes e anuncia as próximas produções nacionais A Netflix entrou em 2022 com...

Advertisement