Uma das grandes atrizes de todos os tempos, considerada por muitos como jóia do teatro inglês e dama do cinema, a britânica Judi Dench volta a dar vida a uma personagem que a ajudou a catapultar ainda mais a sua carreira. Ela encarna novamente a famosa Rainha Victória da Inglaterra, responsável por um dos períodos mais promissores do país – a Era Vitoriana.

Uma das poucas artistas a ser contemplada com alguns dos prêmios mais importantes da atuação, tendo angariado até hoje Sete BAFTAs, Seis Laurence (esse, considerado o Oscar Britânico), dois SAGs, dois Globos de Ouro, um Oscar e um Tony, além de diversos outros prêmios honorários devido todos os serviços prestados ao mundo da arte, Dench está de volta em um papel no qual poderá mostrar ainda mais o seu talento.

Baseado em uma incrível história real, o filme “Victoria e Abdul: O Confidente da Rainha” (Victoria and Abdul) aborda a improvável amizade entre uma rainha e um jovem empregado indiano. Abdul Karim, vivido por Ali Fazal nas telonas, viaja para participar do Jubileu de Ouro, mas acaba sendo surpreendido ao se aproximar e conhecer a própria Rainha Victoria. O simples encontro torna-se o início de uma grande amizade e uma aliança que resultará em uma complicada intriga envolvendo as demais pessoas ao redor da Rainha. Todavia, esse verdadeiro elo faz com que Victória passe a enxergar o mundo com outros olhos, o de Abdul.

Essa é a segunda vez que Judi Dench interpreta a Rainha Victoria, mas a atriz já deu vida a outras rainhas.  Uma curiosidade é que sua primeira indicação ao maior prêmio do cinema, o Oscar, foi devido a própria Victoria, pelo filme “Sua Majestade, Mrs. Brown”, lançado em 1997. Entretanto, o prêmio só veio mesmo devido a outra rainha, a “Gloriana” Elizabeth I por “Shakespeare apaixonado” de 1998.

Independente do papel, é certo que “Victoria e Abdul: O Confidente da Rainha” pode vir a ser um dos grandes lançamentos de 2017 e uma verdadeira surpresa para o Oscar do próximo ano. Ainda mais que traz a assinatura de Stephen Frears (“A Rainha” e “Philomena”) na direção.

O filme estreia em dezembro nos cinemas brasileiros sob a distribuição da Universal Pictures.