Connect with us

Hi, what are you looking for?

Animes

Os melhores animes de 2021

Após um biênio caótico, com produções afetadas pelas questões da pandemia, 2021 veio para colocar a indústria de volta nos trilhos com um ano cheio de promessas, ainda que assim muito conturbado. Essa lista será dividida em duas partes: melhores lançamentos e continuações de destaque. Venha então conferir quais são “Os melhores animes de 2021” segundo a Woo!

Um detalhe: Essa lista é um compilado de vários gêneros e públicos alvo, sem ranqueá-los, focando também em alguns títulos que podem ter passado despercebidos para alguns — ou seja: não se preocupe se o seu favorito não apareceu aqui — porque provavelmente deixamos muitos de lado para não nos alongarmos em excesso — deixe nos comentários suas sugestões e podemos fazer uma parte dois. Feito esse disclaimer, vamos lá?

Advertisement. Scroll to continue reading.

Horimiya

Imagem/Reprodução – Crunchyroll

A jovem Hori vive entre dois mundos: enquanto na classe é reservada e popular, tem que trabalhar duro no restante do tempo para dar apoio à família, o que praticamente mina sua vida social. No entanto, por puro acidente, a jovem encontra um de seus colegas de turma fora do horário de aula e, para sua surpresa, o misterioso Miyamura possui piercings e tatuagens como as de um delinquente, mas esse não é o problema: agora, preocupada, Hori tem de pensar em uma maneira de manter sua vida dupla em segredo.

Horimiya” fez um barulho considerável no início do ano. Vindo como uma promessa de comédia romântica muito consciente de seus estereótipos, deve marcar o gênero com um sucesso desses que não se pode deixar de marcar nas checklists de maratona. Com as devidas críticas que lhe cabem, Horimiya funciona muito bem dentro de sua proposta e não pode passar batido para todo fã de slice of life escolar.

Komi-san wa komyushou desu

Imagem/Reprodução: Netflix.

A história gira em torno de Komi, uma estudante com fobia social severa e que, em razão disso, não consegue se comunicar. Apesar dessa característica nada desejável, pela sua beleza e charme estonteantes, ela é a garota mais popular de seu colégio — cheio de figuras desajustadas, deve-se dizer! — e, ao fazer sua primeira amizade, o gentil porém comum Tadano, irá ver sua vida virar de ponta cabeça conforme o colega a ajuda a superar sua ansiedade e alcançar o sonho de fazer cem amigos. Disponível na Netflix.

Quiçá uma das adaptações mais esperadas do ano. Com toda expectativa, também é possível muita decepção atrelada por essas não serem atendidas, mas esse está longe de ser o caso. “Komi-san” é formidável, equilibra um drama leve facilmente relacionável com um humor espontâneo e autossustentável, que muito provavelmente não seria possível em outro formato, afinal, a animação, também irretocável, brinca com um estilo mais tradicional e o mistura com caricaturas que dão todo um charme para essa produção.

SK8 the Infinity

Imagem/Reprodução: Crunchyroll.

Reki é um garoto como muitos outros apaixonados pelo esporte. Tendo o skate como parte importante de sua vida, em poucas horas a vida do estudante é transformada por um acidente em uma pista ilegal, onde quebra não só seu skate como seus braços. Como resultado, incapaz de continuar praticando, Reki perde suas esperanças e a espirituosidade de sempre, pouco sabendo que suas perspectivas estão para mudar outra vez.

Outro anime de esportes? Pode não ser novidade que toda temporada as fujoshis estejam sempre bem servidas com animações voltadas a seu público, de rapazes bonitos interagindo entre si e… não, “Sk8 the Infinity” não é um yaoi/Boys Love, e tampouco precisa ser. Em 12 episódios, o show entrega um humor leve e descomprometido com o próprio gênero esporte — que para muitos já está saturado.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Tokyo Revengers

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é tokyorevengers-1024x507.jpg
Imagem/Reprodução: Crunchyroll.

Na Tóquio moderna, Takemichi Hanagaki, 26, é o que chamam de “perdedor”. Sem perspectivas de futuro, vê-se alternando entre trabalhos temporários e humilhações por parte de seus chefes, mas isso nem sempre foi assim. Para somar à sua tragédia cotidiana, certo dia recebe a notícia de que seu irmão mais novo, Naoto, e sua ex-namorada foram mortos por uma gangue, porém, após um acidente, Hanagaki é transportado a doze anos no passado, quando tinha amigos e namorava — seus anos dourados. No intuito de salvá-los, conta o que viu a seu irmão, entretanto, logo após fazê-lo, Takemichi volta para o presente tendo criado um paradoxo onde Naoto está também vivo, mas não a garota com quem namorava. Agora com o poder de viajar no tempo, o protagonista está decidido a mudar a realidade que está a sua volta.

O estúdio LIDENFILMS não é um exemplo de produtor de grande sucesso, vide a péssima recepção da adaptação de Berserk, mas seis anos após seu maior sucesso, Yamada-kun to 7-nin no Majo, e tendo passado também por Koi to Uso, “Tokyo Revengers” veio como uma grande adição ao portfólio da empresa. A premissa e história conseguem em alguma medida suprir alguns problemas de progressão, que costuma ser a maior crítica à adaptação, mas que deve ganhar os mais aficionados por shounen pelo clima tenso e envolvente. Esse anime não é recomendado para menores.

To your infinity

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fumetsunoanatahe.jpg
Imagem/Reprodução: Crunchyroll.

Fumetsu no Anata he” acompanha a vida de uma criatura imortal capaz de alterar sua forma para a de objetos e até outros seres. Se inicialmente se transforma em uma pedra, sua jornada irá passar desde estar na pele de um lobo até de um garotinho, de modo que essa “entidade” irá tentar aprender o que é a experiência de estar vivo e de ser humano, nos limites de sua imortalidade, muito embora não possa conhecer a morte.

“To your infinity” é um desses animes contemplativos que provavelmente vão ser lembrados daqui a muitos anos por conduzir uma tarefa só aparentemente simples de modo magistral. O espectador tem que estar de coração aberto e preparado para talvez ver um longo documentário de vida selvagem ou quem sabe se debulhando em lágrimas sem não saber bem o motivo. Esse anime não é recomendado para menores.

As continuações

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é herobeastars-1024x683.jpg
Imagem/Reprodução: Crunchyroll.

Com todas as críticas que podem e devem ser feitas a um ano mais modesto em lançamentos, as continuações de franquias já consolidadas brilharam com tudo em 2021. “Beastars“, grande promessa de 2019, retornou em janeiro com uma recepção muito semelhante à primeira temporada. “My Hero Academia” já é presença carimbada, já na quinta temporada e caminhando para os arcos finais, sempre com animação e adaptação de enredo impecáveis; preparem seus corações que o fim está próximo!

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é kimetsu.jpg
Imagem/Reprodução: Netflix.

Fazer essa lista sem citar “Kimetsu no Yaiba” ou “Demon Slayer” deveria ser um crime. O anime de maior hype de 2019 também fez seu retorno triunfal em 2021 e quebrou a internet no dia do seu lançamento. Não é fácil de dizer quais os méritos de Kimetsu em poucas palavras e, em razão disso, essa é a máxima recomendação da editoração para o leitor que talvez não esteja familiarizado com a obra.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é fruitsjojo-1024x683.jpg
Fruits Basket – Imagem/Reprodução: Crunchyroll. JoJo Part 6 – Imagem/Divulgação: Netflix.

Os apaixonados por shoujo mais nostálgicos não ficaram sem o seu presente fora de época: “Fruits Basket (2019)” completou sua exibição com uma terceira temporada que amarrou todos os acontecimentos do mangá, cobertos aliás pela Woo!. “Jojo’s Bizarre Adventure“, aliás, mal começou com a parte seis, Stone Ocean, e já fez uma estreia há tanto tempo esperada pelos fãs — e mesmo quem não é tão familiarizado com anime sabe que é impossível entrar em uma rede social e não ouvir falar de JoJo ao menos uma vez.

Advertisement. Scroll to continue reading.
Written By

Linguista em formação e PhD em shoujo de baixa qualidade. Obcecado por cultura pop e leituras clichê; ainda por descobrir que talvez Kakegurui não seja um traço de personalidade.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode ler...

Animes

O lançamento do segundo episódio de “Komi-san wa komyushou desu” no Brasil trouxe mais uma vez um debate da linguagem à tona. A questão...

Animes

Sempre que uma temporada nova de animes começa, o público já agarra os seus queridinhos e com “Komi-san wa komyushou desu” não é diferente....

Animes

A transição da infância a vida adulta não é nada fácil, mas também não precisa ser algo pesado. Se a arte ajuda a compreender...

Animes

Com o recente encerramento da última temporada da nova adaptação de “Fruits Basket”, o clássico do fim dos anos 90 finalmente teve justiça em...

Advertisement