Durante o segundo fim de semana da Bienal do Livro 2019, o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella decretou que fiscais da prefeitura recolhessem exemplares da HQ “Vingadores: A Cruzada das Crianças”. O decreto foi feito, uma vez que a revista apresenta uma cena com beijo gay. Este conteúdo, segundo o político, seria impróprio para crianças. A decisão, entretanto, desagradou a maioria do público que encarou o fato como uma opressão à liberdade de expressão e censura.

Por este motivo, diversas personalidades atuaram diretamente contra o posicionamento do prefeito. Uma delas foi Anderson Gaveta, que interagiu com o público no estande da Editora Leya. O youtuber e produtor usou seu personagem, o “Capitão Foda-se“, para mandar uma mensagem para a censura. Conforme o título do livro publicado pela editora, Gaveta promoveu um grito de “Foda-se” coletivo contra a opressão.

O vídeo do discurso de Gaveta com o público foi publicado em seu perfil oficial no Instagram:

Não deixe de acompanhar tudo o que rolou na Bienal aqui na Woo! Magazine.