Connect with us

Hi, what are you looking for?

Literatura

Crônica: Poema em linhas tortas

Faça cara daquilo que você não sente

Ontem foi: 12 de março de 2010

 

Advertisement. Scroll to continue reading.

Tempo decorrido não vai para o plural.

 

Em atraso.

Advertisement. Scroll to continue reading.

 

Só se pede desculpa, quando se tem culpa de algo. Então faz um favor? Cala a boca!

Não quero ouvir.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Situação-estranha-sem-motivo-aparente.

Não reconheceu-se, nem depois do banho.

Mudou os móveis de lugar, mas de lugar, queria era mudar a vida.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Não sei, não é não vou. Não espero que entenda.

Fica a surpresa pra mais tarde, mas quero ao menos um sorriso de reconhecimento.

O mundo anda um tanto quanto mau-educado.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Leitura corrida.

Acho que estou estafando minhas inspirações poéticas.

Tem gente que escreve melhor do que eu.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Histórias entrelaçadas.

Já percebeu, não é?!

Acho que fiz a cara errada, era pra ser cara de raiva, fiz cara de triste.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Ai, não sei. Hoje estou meio pra dentro.

Na verdade ontem.

A frase foi escrita depois de alguns daqueles suspiros.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Já te disse que um dia você foi meu herói?

Lamentável terminarmos assim.

Esses gestos autistas-pretenciosos-egoístas.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Agora eu só quero ficar de coleguismo.

Perdemos a vida. Não dá pra voltar atrás. É pra frente que se anda.

Deveria então inverter a situação.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Inverter, não subverter.

Quem eu sou: Um errante.

[Ponto]

Advertisement. Scroll to continue reading.

Acho que vou fazer um programa cinéfilo-literário-solitário.

Senhor semeador de discórdia.

Deveria envergonhar-se.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Você sabe quando não quer algo.

Hoje estou ácida.

Me tornei uma lágrima fácil.

Advertisement. Scroll to continue reading.

Isso porque sou sincera e realista.

E hoje em particular, acho que minha “grossidão” é uma virtude.

A ignorância é mais feliz, tenho medo das resposta.

Advertisement. Scroll to continue reading.

“Moleque” vc já num tinha virado “garoto”???

Pois então; não faça cara daquilo que você não sente.

Quer saber… se a vida não tivesse salientado, eu nem ia reparar!

Advertisement. Scroll to continue reading.

Written By

Érica nasceu no subúrbio do Rio de Janeiro, mas deveria ter nascido nesses lugares onde se conversa com plantas, energiza-se cristais e incenso não é só pra dar cheirinho na casa. Letrista na alma, e essa bem... é grande demais por corpinho de 1,55 que a abriga. Pisciana com ascendente E lua em câncer. Chora quando está feliz, triste, com raiva e até mesmo com dúvida. Ah! É uma nefelibata sem cura.

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você também pode ler...

Literatura

-Ele: Se você pudesse escolher, o que você ia querer ser? -Ela: Um balão Azul! -Ele: Ah não isso não pode ser! -Ela: Por...

Literatura

 03/11/2017 Querido Dário, Fui-me embora! Não! Eu não estou em casa da Margarida a conversar. Eu sei que insistes em dizer isso mas eu...

Literatura

Tarde de verão. O Sol estava sozinho no céu como sempre. Sentia a falta de alguém. Céu azul, a única coisa que se avistava...

Literatura

Os dentes trincavam tão fortemente que o jovem achava que não resistiria mais meia hora. Sentia o frio circundá-lo com tanta vontade que questionava...

Advertisement