8 de dezembro de 2019

Marcelo e Magno Costa ainda não completaram nem dez anos de carreira no universo dos quadrinhos, mas já podem ser considerados artistas de ponta. Gêmeos, nascidos no interior do Paraná e habitantes do ABC paulista desde a adolescência, foi mais ou menos nessa época em que começaram a se embrenhar no mundo das HQs. Movidos pelo movimento crescente do mercado de quadrinhos independentes e até inspirados por Fábio Moon e Gabriel Bá (também gêmeos), os irmãos Costa começaram a produzir seus primeiros trabalhos em 2008.

Ainda decidindo que iria escrever e quem iria desenhar, surgiu o plot de “Oeste Vermelho”, protagonizada por ratos e gatos, espécie de “Maus” do faroeste. Embora fossem iniciantes, se dedicaram ao projeto de corpo e alma, levando quatro anos para concluir a obra. Tanto esmero foi recompensado, pois em 2012 eles ganharam o troféu HQ Mix de Novo Talento Desenhista. Empolgados com o sucesso inicial, ambos se jogaram em um novo trabalho, desta vez com mais velocidade. Em 2013 conseguiram que a Zarabatana Books lançasse a graphic novel “A Vida de Jonas”, projeto que havia conquistado o Proac de 2012. Considerada uma das melhores HQs dos irmãos, ela foi premiada com o Troféu HQMix de Melhor Edição Especial Nacional nesse mesmo ano.

Após mais alguns trabalhos tanto solo quanto em parceria, 2017 foi o grande ano para os gêmeos. Primeiramente foram convidados para o selo Graphic MSP para produzirem um álbum com o personagem Capitão Feio – Identidade, o qual adapta o personagem criado por Mauricio de Sousa em uma história mais livre e com perfil mais autoral. Ainda no ano passado, deixaram para lançar em dezembro, na CCXP, seu mais recente trabalho: “A Herança Becker. Com grande expectativa do público que já os prestigia e um prefácio inspirado escrito por Marcelo Campos da Quanta, os irmãos Costa brindam o mercado de quadrinhos com mais uma bela graphic novel.

Como já adianta a sinopse, “A Herança Becker” é uma história sobre ódio, medo e vingança. Mas também é uma história sobre família, perdão e – por que não? – sobre amor. A trama se desenrola a partir da morte inesperada de Hanz Becker, patriarca da família. Com isso os seus três filhos herdam toda a fortuna do pai, obviamente criando rixas entre os três por conta da divisão que cada um considera justa para si próprio. Porém, o que eles não contavam é que com a fortuna também viria um presente desagradável: o assassino do pai em pessoa. Situações e decisões mal resolvidas do passado retornam e mesmo depois de vinte anos os três precisam se unir e deixar as desavenças de lado, se quiserem continuar vivos.

O roteiro de Magno Costa é um primor de construção ao longo de 128 páginas. Com reviravoltas no tempo certo, trama bem elaborada e sem pontas soltas e personagens com boa profundidade; “A Herança Becker” tem boas pitadas de noir caracterizada pelo viés policial e o clima de suspense do início ao fim.

Reforçando a estética noir as artes de Magno e Marcelo Costa tendem para os tons escuros com boas doses de alto contraste. Cenários limpos e até inexistentes proporcionam mais foco à estrutura narrativa cujas composições de páginas e enquadramentos das cenas reforçam a aura de mistério. O estilo de traço utilizado para os personagens, estilizado e razoavelmente sujo, ficou totalmente consoante com o caráter dos mesmos. A paleta de cores com baixa saturação e oscilando entre o azul e o sépia com eventuais tons alaranjados finaliza o espetáculo visual que a obra compõe.

Com tão pouco tempo de carreira, é impressionante como os talentosos gêmeos progrediram a ponto de lançar uma HQ com alto nível de maturidade estética e dramática. Quem se beneficia somos nós, ávidos leitores de quadrinhos nacionais!


Publicado em: novembro de 2017
Editora: Zarabatana Books
Licenciador: Magno Costa e Marcelo Costa
Categoria: Graphic Novel
Gênero: Alternativo
Status: Edição única Número de páginas: 128
Formato: (20 x 28 cm)
Colorido
Capa dura ou brochura
Preço de capa: R$ 92,00

Show Full Content

About Author View Posts

Avatar
Tercio Strutzel

Tercio Strutzel ama ler, escrever e desenhar histórias em quadrinhos. Foi editor do fanzine Paralelo, mas hoje quase não consegue tempo pra desenhar. Se especializou em Presença Digital, mas tem diversos projetos fervilhando na mente. Está sempre em busca de atividades culturais por São Paulo. Também é serial reader de Ficção, Fantasia e Terror e viciado em séries.

Previous Katie Holmes será a protagonista da nova série dramática da Fox
Next Jaspion ganha remake brasileiro

Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

14 simples momentos que fazem ter um gato a melhor coisa do mundo

17 de fevereiro de 2017
Close