Já foi dada a alargada para a Flup desse ano. Com muita poesia, mesas, conversas e muito mais!!

Hoje em dia, temos vários eventos sobre livros e literatura que estão ocorrendo no Rio de Janeiro. Há pouco tempo, tivemos a LER – Salão Carioca do Livro. E agora já temos mais um evento rolando.

Como todos os leitores do Ubooks, somos apaixonados por literatura, leitura, aventura. Além disso, muitos de nós somos também escritores e, claro, seres pensantes e preocupados com o mundo que estamos enfrentando. Por causa disso, hoje vamos falar um pouco sobre a Festa Literária das Periferias, mais conhecida FLUP. Essa festa chega para trazer questões muito importantes para a nossa sociedade, nos fazer refletir e produzir conteúdos importantíssimos para os mais diferentes públicos.

Não podemos deixar de falar que esse evento além de promover cultura nas periferias, há também a questão da formação de escritores que moram nessas periferias. Pois, o evento promove todo ano uma formação de escritores, cada ano com um tema diferente e focos diferentes, dando a possibilidade de pensar e repensar a sociedade que nos cerca por meio de diferentes temas e conceitos.

Se você ainda não ouviu falar da FLUP, nós já contamos um pouquinho de sua história aqui na Woo! Se você quiser saber um pouquinho mais de sua história leia aqui.

No Site Oficial da FLUP é possível ver tudo o que o evento vem criando desde 2012, além de ser possível fazer o download do livro de poesia da FLUP 2017 e o livro de quadrinhos Cidade de Deus 50 anos da FLUP 2017, ambos resultados da FLUP Pensa 2017.

E em falar em FLUP Pensa, pode ter certeza de que esse ano o ciclo de encontros e de formação da FLUP vem com tudo, pois teremos poesia e narrativas curtas.

A FLUP 2018

Esse ano, teremos ainda mais novidades. Pois, todo ano a Festa Literária das Periferias se renova, trazendo novidades e mais oportunidades para o seu público que está maior a cada dia.

Com isso, a Festa Literária das Periferias traz mesas, conversas e uma ótima formação para nos inteirarmos ainda mais com a realidade da nossa sociedade. Um exemplo disso aconteceu no dia 2 de Junho no Museu do Amanhã.

A FLUP está promovendo o Ciclo Poesia Preta, e no último sábado tivemos a presença de Mario Lucio – Cabo Verde. Mario Lucio é mestre não só da poesia, mas também da prosa.

Em 2018, teremos na Festa Literária das Periferias o Laboratório de Narrativas Negras para Audiovisual que contará com vários convidados, temos a presença de Mariana Jaspe (roteirista, soteropolitana e cineasta) que vai participar de um papo em conjunto com Paulo Lins e Luciano Vidigal. Esse papo vai ser o encontro de estreia do Laboratório de Narrativas negras que ocorrerá no dia 9 de junho.

E, Hoje, dia 05 de junho, às 19 horas no Museu da Escravidão e Liberdade (MEL), localizado na Gamboa, temos Raquel de Oliveira e Marcelo Moutinho, no Ciclo de Narrativas Curtas. Evento que é aberto e gratuito a todos estando ou não escritos no evento.

Não podemos deixar de falar que o Laboratório de Narrativas Negras para Audiovisual é uma parceria entre a FLUP e a TV Globo, uma parceria que com certeza vai dar o que falar.

Para ficar por dentro de toda a programação e todas as novidades do evento, siga a página do facebook da FLUP 2018. Dessa forma, você fica sabendo sobre tudo o que vai rolar nessa festa linda.