7 de dezembro de 2019

Não só de festas religiosas vive o mês de dezembro, essa é uma época em que muitos já começam a descarregar o peso de todo um ano. E o momento em que já estamos pedindo férias ou o mínimo de descanso possível. Afinal, todos nós merecemos não é mesmo?!

Pensando nisso, resolvi fugir um pouco da tradição de filmes natalinos e fazer uma seleção de filmes um pouquinho ousada para mexer com o seu imaginário durante as comemorações de fim de ano.

  • Histórias que nossas babás não contavam 

Um clássico nacional da nossa querida pornochanchada brasileira. Além de apresentar a inesquecível Adele Fátima encarnando a princesa dos contos de fadas, traz o saudoso Costinha no papel do caçador. Com direção de Oswaldo de Oliveira e gravado em 1979.

  • Um copo de cólera 

Dirigidos por Aluizio Abranches, Alexandre Borges e Julia Lemmertz dão um show de interpretação neste longa que mistura poesia e erotismo de uma forma tão realista que seguramente em alguma cena o espectador se sentirá tão a vontade como os personagens (ou casal) de atores. Lançado em 1999.

  • Cem escovadas antes de dormir 

Um drama adolescente que se distancia da temática repetitiva dos filmes dedicados aos jovens. Melissa é uma garota com questões existenciais comuns a qualquer menina da sua idade. Porém, a maneira com a qual expressa seus dilemas é bem diferente. Produzido na Espanha e Itália a direção é de Luca Guadagnino.

  • Turk Fruit 

Pouco divulgado no Brasil, este filme holandês do ano de 1973 possui uma belíssima fotografia. Daquelas de querer paralisar as cenas pra contemplar os quadros. O protagonista é um típico misógino. Do tipo que tem a coragem de pedir a parceira pra não tirar a blusa na cama só pra não ter que olhar pros seios que ele não admira. Até que conhece uma moça pela qual realmente se apaixona e a história envereda por outro caminho.

  • Calígula 

Filme de 1979 com o excelente ator Malcolm McDowell, protagonista de Laranja mecânica desta vez no papel do imperador cruel e implacável que fez história ao nomear seu cavalo Incitatus senador romano e manter relações sexuais com sua irmã. O filme é de 1979 com direção de Tinto Brass.

  • Garganta profunda 

Escrito e dirigido por Jerry Gerard, este filme de 1972 se tornou cult mas tem origem pornô. Talvez para os entendedores do gênero, o roteiro repleto de criatividade seja um diferencial dentro do estilo. Lovelace é uma garota que possui o clitóris na garganta. Daí já deu pra sacar por onde a história caminha né?

  • A menina do lado 

Fecho minhas dicas com o brasileiríssimo “A menina do lado” onde podemos assistir a estreia da atriz Flavia Monteiro, até então uma adolescente contracenando com o experiente Reginaldo Faria. Os dois vivem um tórrido romance ainda tabu pra época. Como nos dias atuais também, ainda que por motivos distintos. Lançado em 1987 e dirigido por Alberto Savá. – Não achamos disponível o trailer e nem um trecho desse filme. Entretanto, ele pode ser encontrado completo no youtube.

Com essas sugestões de filmes por vezes ardente, por vezes polêmicos, espero que desfrutem o natal na melhor companhia. E não se esqueçam das nozes.


Por Susana Savedra

Show Full Content
Previous Lembranças
Next Do Rococó ao Black Dress: O figurino de Maria Antonieta

2 thoughts on “Sete filmes sobre sexo que vão apimentar o seu natal!

  1. hahaha!! as chanchadas são muito hilárias, e essa com o Costinha deve ser de rolar de rir 😀 não sou muito cinéfilo mas vou apostar nesse das “!100 escovadas” por parecer intrigante: a limpeza é uma reação a situações violentas, mas … digamos que sejam outras escovadas – valeu!!

  2. Todos são bons, o sexo parece elemento Central mas cada um apresenta outras peculiaridades. Poder, paixões, paródia etc..o mais leve e divertido é a pornochanchada com Adele. Calígula tem sexo mais de 60% do filme; as maiores polêmicas vem festas cenas mas o mote é o poder e a loucura. Um copo de cólera é o q tem mais nuances. Garganta tornou-se famoso p sexo, prioritariamente. A menina do lado é interessante e tem alguns outros com abordagem semelhante (dois europeus mas não lembro os títulos o mencionar com propriedade.) São boas dicas, vale ver p entender essas diferenças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Close

NEXT STORY

Close

Conheça Cable, o vilão de Deadpool 2

18 de maio de 2018
Close